Essa carta foi revogada em 05/02/2015